VOLTAR

Sinais de Alerta contra o Câncer de Mama

admin |28 out, 2014

Sinais de Alerta contra o Câncer de Mama | InfraRedMed

Deixe o seu comentário!

foto-sistema

O câncer é uma realidade que temos de encarar e o diagnóstico precoce, na maioria das vezes é fator determinante do sucesso do tratamento. A mentalidade preventiva deve se ajustar à realidade de hoje e incluir a detecção de fatores predisponentes, tanto constitucionais e hereditários como ambientais (hábitos de vida, tabagismo, obesidade). Muitas vezes, nosso organismo exibe sinais importantes que acusam uma possibilidade maior de estarmos com câncer, tais como: febre, dores, sudorese (suor excessivo), aumento dos linfonodos (ínguas, gânglios) em locais não habituais, sangramento na urina, nas fezes ou no escarro. Na pele, algumas características das pintas devem ser observadas, como alteração nas margens, na cor e ou no tamanho. Aparecimento de nódulos ou feridas que não desaparecem dentro de 3 semanas é um sinal importante de alerta. Alterações nos hábitos intestinais (obstipação ou diarréia) ou perda de sangue nas fezes podem ser sinais de câncer colo-retal. Aparecimento de nódulos nas mamas, crescimento de nódulos já existentes, alteração da textura ou cor da pele, saída de secreção sanguinolenta pelos mamilo, são sinais de alerta de câncer de mama. O aumento de temperatura da mama é um sinal de alerta de câncer de mama. A termografia permite sinalizar anormalidades pelo aumento desta temperatura. Esteja atento e não ignore nenhum sinal que apareça sem uma explicação coerente. No câncer não existe excesso de precaução. Você pode ser responsável por orientar um diagnóstico precoce em outra pessoa.

AVISO IMPORTANTE:
O conteúdo deste site é de caráter educativo e não deve ser considerado consulta médica, provável diagnóstico ou tratamento recomendado. Todas as imagens com pacientes e terceiros têm sua autorização escrita.
Site educativo do Dr. Marcos Brioschi, médico, medicina diagnóstica. Termografia para diagnóstico da dor, risco de lesão esportiva, atividade metabólica, risco cardiovascular, avaliação metabólica da mama

© 2007-2017 Canal InfraRedMed – Dr. Marcos Brioschi. Todos os direitos reservados.